Fortalecendo

9 de agosto de 2011

Uma estranha


Por favor me salve de mim mesma. Sei que sou perigosa e temo a mim. Não sei do que sou capaz. Não reconheço meu olhar. Olho minhas mãos e elas me parecem alheias, partes de outro corpo. Este corpo que carrego parece não me pertencer. Sou uma estranha em mim. Desconheço meu Eu. Olho para o meu interior e tudo que vejo é como um dia cinzento, nublado e frio.

Onde foram parar as manhãs ensolaradas da minha alma?

5 comentários:

Jonas Pinheiro disse...

Txt triste, mas belo!!
"tem dia que parece noite, e a tristeza parece poesia"

d. disse...

menina.. ensaiei varias vezes varios comentários e nao conseguia escrever nada. o texto me tocou tanto, se vc soubesse... saudades tuas!!! s2

Paula disse...

Ai Deh sua linda!! Eu quero saber sim o quanto te tocou. Pra isso tem o e-mail. Me conte, quero saber que impressão te causou. ^^

Beijos pra vc e pro Jonas!

Jessica disse...

Acompanhou a história "Ela"?
Chegou o fim, confere lá no http://vitalize-se.blogspot.com/

Bjss ^^

Selminha disse...

É tem dias que fica tudo cinza ...nublado!!!
Quero as manhas ensolaradas da minha vida!!!
Bjo linda e querida Paulinhaaa